segunda-feira, 24 de março de 2008

À Luiza


Esperei toda a vida,
Sei que de nada adiantou,
Um dia, sem mim, foste embora,
Hoje sou eu que chorando vou.

Caminhamos juntos, em lugares distantes,
Por onde ando, ouço sua voz,
Recordo com clareza todos os instantes,
Em que o amor esteve aqui entre nós.


A história permanece.
Por quem um dia me amou,
E hoje a calma prevalece.

Não sofro mais por ti,
Foi-se o tempo da saudade,
E hoje sei que te perdi.

_______________________________

"Como um brilhante que partindo a luz
Explode em sete cores
Revelando então os sete mil amores
Que eu guardei somente pra te dar Luiza"
Luiza - Tom Jobim.