sábado, 27 de setembro de 2008

Perdão ao artista


Perdoe-nos por tentar ser arte pura
Mais fácil que expressar é somente dizer
Porém injusto com os sentimentos
E é baixo o mérito de apenas viver

Sendo a cada dia mais real,
E não se importando com a arte
O mundo assim se põe banal,
Trazendo fama a qualquer novo mártir,

E pelos egos, que se pagam em aplausos,
Pedimos perdão pois isso faz parte,
E em meio à radicalização de pensamentos
Confessamos que não é fácil viver da arte.