terça-feira, 18 de novembro de 2008

Raro humor


Hoje venho somente expressar a minha felicidade, aproveito o momento em que ela dura para compartilhá-la com quem quer que acredite que possa ser real, digo.. deve existir alguém no mundo que já teve total controle da mesma e percebeu a tempo de dizer: "Espera... eu SOU feliz! Sou feliz em relação às minhas características físicas e psíquicas, pessoais e adquiridas, sentimentais e históricas; sou feliz com a minha família, com minha rotina e as 'merdas' (perdoem-me a expressão) das minhas notas no colégio ou colegas de trabalho, que apesar de serem Merdas, propriamente ditas, não atrapalham em N A D A os meus lindos e maravilhosos e explêndidos (e passageiros =/) dias."

Sim, hoje acordei meio Pollyanna, na verdade a 'pollyanneidade' chegou mesmo no fim da tarde pq eu acordei as 6 da manhã com um frio desgraçado (acho que estou doente!) com vontade de chamar todo mundo de 'filho de uma boa moça' e tive duas provas longas. Mas nãao.. isso não atrapalha em nada a minha vida! Porque o sol estava lá, brilhando para todos; a chuva veio mais tarde e molhou quem quer que fosse; a noite chegou, e ninguém permaneceu na eterna claridade. E quer saber? Continuo feliz apesar dos míseros problemas que enfrento dia após dia. Pelo simples fato da natureza ser justa embora a sociedade não seja! Tenho liberdade, e isso é o essencial.. meu protótipo de felicidade. Nem ao menos entendi porque quis expressar tanta alegria aqui... mas enfim, se não gostou do texto... sua opinião não estraga a minha invejável alegria hahaha! Obrigada por perderem o tempo com minhas besteiras... MERDA!