terça-feira, 29 de abril de 2008

A meus avós...


Dia 20 de maio meus avós completam exatamente 48 anos de casamento, somente de casamento, não contei os vários anos de namoro.
Minha avó tinha apenas 14 anos quando conheçeu meu avô, que tinha por volta de seus 21 anos, no clube em que frequentavam. Em pouco tempo o casal 'Fausto e Myrian' já estava conhecido em boa parte da cidadezinha de interior na qual até hoje vivem.
Escreveram sua história juntos, participando de carnavais e ganhando prêmios, ganhando concursos de dança, comparecendo a encontros de casais e alguns trabalhos para a igreja, enfim, praticando o companheirismo em vários momentos do dia-a-dia.
Um casal exemplo, e não tem quem saiba melhor sobre isso do que eu, que convivo com eles desde que nasci, participo da rotina de cada um, compartilho minhas idéias e paro para escutar as histórias que eles têm para contar.
Parabéns meus avós e pais, por terem passado por tudo que já passaram sem nunca ter perdido a magia do primeiro encontro!




Eternos apaixonados

Se lembra das tardes intermináveis
Em que o tempo era a nosso favor?
Os minutos rastejantes, adoráveis,
Mal passavam, assistindo o nosso amor.

A praça iluminada... o cinema;
Transbordavam a mais pura emoção,
E minha vida fluía como poema
Cada vez que tocavas minha mão.

O salão vazio era lindo
Quando encontrava lá meu amado,
Contentava-me a ficar assistindo
Cada gesto em meu eterno enamorado.

Hoje sei que não somos iguais
Apesar de termos juntos construído,
As lembranças de meus dias ideais
E de uma vida que valeu ter vivido.

Malu Paixão




segunda-feira, 7 de abril de 2008

Meu avô entrevistando o Pelé

Meu avô, Fausto Pereira Garcez, em seus tempos de radialista entrevistando o Pelé, logo após sua volta da copa do mundo de 58. Jogo "Santos x Taubaté", 1958, Estádio de Taubaté/SP (Eletro - onde hoje é a praça em frente o supermercado "Pão de Açúcar 24h").