domingo, 8 de fevereiro de 2009

Eterna insatisfação

Ela nasceu... [e reclamou pois não tinha olhos claros]
Cresceu... [mas não tanto quanto desejava. Reclamou!]
Entrou para o colégio... [reclamou por ter pouco tempo livre]
Enfim chegaram as férias... [reclamou por ter muito tempo livre]


Entrou na faculdade... [e reclamou por não ter aproveitado o tempo em que podia ter sido feliz]

Se formou [já saudosa dos tempos dos estudos. Reclamou!]
Conheceu um rapaz... [mas reclamou por não ter sido 'aquele artista de Hollywood']
Enfim casou-se... [e desta vez nem as flores da decoração da igreja escaparam de sua insatisfação.]

Teve um filho, um menino. [e reclamou pois queria uma menina]

Então teve uma menina [ainda assim reclamou pois agora queria um menino]

Os filhos cresceram... [e reclamou por eles serem comportados demais]

Então o menino revoltou-se e foi embora [e reclamou por ter um filho mal-criado]

Envelheceu [e reclamou por não ter mais a doce juventude]
Ela e seu marido fizeram 40 anos de casados [reclamou então por ter um velho implicante ao seu lado]
Então o pobre marido morreu [e reclamou sua falta. "Antes tivesse me levado junto!"]

Enfim sua vez chegou, e finalmente adormeceu. [Sem tempo de reclamar por todo o tempo que perdeu!]

Reclamo eu agora, por ela ser cada um de nós!