domingo, 1 de novembro de 2009

o que é infância [?]


Fechei meus olhos por algum tempo e quando abri... o tempo ja havia passado! Mas que coisa!, minha priminha cresceu, as pessoas envelheceram, minha cidade mudou... eu cresci, e na mesma proporção meus problemas aumentaram.
Na mesma velocidade que minha infância passou posso fechar os olhos e não mais acordar.
E existe algo mais doce que a infância? Por mais amarga que seja.. é a infância!, e você é o centro de tudo, mesmo que não seja o centro de nada. Você cria seu mundo mesmo que não permitam e acha que é feliz, mesmo não sendo!

A infância é a fase em que você se sente mais perto de tudo, mesmo estando tão longe do mundo. Você vive presa a correntes familiares mas quando fecha os olhos conhece lugares em que você mesmo não imaginava que existiam.
Você está mais perto das flores, dos jardins e tudo é novidade. Você encontra beleza nas formas e cores dos objetos, e imagina histórias nos simples formatos das nuvens. Seu nível de aspiração é baixo, fazendo com que mais vezes você realize seus sonhos.
As coisas ruins estão sempre distantes, e sua casa é seu santuário. Seu lar é sua escola e seu conforto. Seus familiares são seus anjos, seus heróis, seus exemplos. Os livros são ferramentas mágicas, os filmes sempre têm finais felizes e os defeitos físicos não passam de características comuns dos seres humanos.

Então você cresce. Cresce não! Conhece. O tempo passa e você começa a conhecer a vida. Passa a compreender do que as coisas são feitas, as origens dos problemas e os defeitos das pessoas. O mundo mágico acaba e o lado obscuro da vida se revela. É nessa transição que alguns preferem manter a pureza infantil, enquanto outros mergulham no poço amargo dos novos conhecimentos. É nesse misto de idéias e excesso de informações que formam-se as diferentes personalidades, e sem a chamada 'base familiar' estamos perdidos!
O interessante é que, independente de seu caráter, todos já tivemos infância, e cada um de nós já teve seus sonhos ou sorriu na presença de alguém. Cada um de nós já foi feliz com algo pequeno, mesmo que as lembranças tenham sido ignoradas. Espero guardar minha infância para sempre em minha mente, como a fase 'limpa' e não um tempo que não volta mais.