terça-feira, 1 de março de 2011

Essência nostálgica

Que fazer se minha essência é nostálgica?
Se fujo da alegria pois sei que ela não é para mim.
E quisera eu acreditar nos que dizem que esta é mais uma fase; o fato é que a tal fase dura já dezoito anos, por isso talvez não me incomode nem um pouco.
Nasci com essa tendência ao que todos fogem.
E veja bem, que drama!
Drama que não é drama, é cotidiano.
Não fujo do tempo pois seria inútil.
Não afasto a solidão, pois é ela que sempre volta.
E afaga meus cabelos, como nos tempos de outrora.
Em que sentia falta de quem havia sumido.
Mas meu êxtase pela volta não durava mais que alguns segundos.
Que fazer então, com minha essência nostálgica?
Além de versos vazios, de alguém que sofre mas não sente.