segunda-feira, 19 de maio de 2014

Prima, Primavera

E com o tempo que se passa hoje forço a inspiração,
O amor ainda o mesmo, sem sinal de decadência,
Mas palavras belas fogem pra perfeita descrição 
Do que ela hoje enfrenta, a chamada "adolescência".


Fase bela nos livros, dura na realidade.
Passar tardes chorando só é poético pra quem vê 
Aos poucos vai apontando inseguranças da idade, 
E mais difícil ainda é estar longe de você.


Lembre-se, linda moça, que passei tal fase difícil 
E que, apesar de complicado, passaria por você.
Se as fadas, que já não existem,  tornassem coisa possível 
Tomaria seu lugar, só pra não te ver sofrer.


Mas se quer saber,  catorze podem ser os melhores anos.
Não deixe a amarguice dessa jovem idosa estragar
Seus sonhos,  risos,  luz,  e principalmente seus planos 
E se algo for difícil,  aprenda a valorizar!


E quando chorar num sofá, parecendo insegura 
Saiba que você comanda os pensamentos que vieram 
Limpe suas lágrimas de eterna menina pura
E orgulhe-se da força que esses catorze anos te deram!

Parabéns Maitê! 
Da prima e fã, aprendiz de poetisa,
Malu.