terça-feira, 10 de novembro de 2015

É tempo de ao tempo calar

Eu venho errando em muita coisa. E nem digo "tentando acertar". Venho errando sem tentar, sem propósito, com pesar. 
É o caminho de descoberta, que se abriu pra me acabar.
E ainda já nem sei se quero ou consigo ser diferente, por ora. 
Mas pobre daquele que amo e ainda insiste em me amar...
Calma! Tem tempo, tem tudo; não tem prazo, mas vai passar!