quarta-feira, 29 de junho de 2016

Ensaio sobre a perda de uma paixão


Te fiz um verso em tom de adeus
Falando dos carinhos seus
Pra poder não me despedir
Pra não te olhar
Me obrigar a ir
Te ver ficar sem consentir
E pra lembrar dos olhos teus
Que, tão ingênuos
E serenos
Me lembram menos hoje os meus.
Fazendo um verso em tom de adeus
Pude chorar sem você ver
Pude tremendo escrever
O dia em que não foram meus.