quarta-feira, 29 de junho de 2016

Te quero no próximo inverno

Hoje quase te perdi
Quase me perdi
Nem te reconheci
Chegou sem me beijar
Olhou sem me amar
Mas continuava lindo, por fim
Seus olhos não clamavam por mim
Mas senti que era justo 
Fiquei mal porque estava certo
Apesar dos segundos torturantes
Que passei sem poder estar perto
A noite até chegou fria
Só refletindo o que eu sentia
Levando os bons dias de verão 
Dilacerando um coração
Que, embora frio, renascia.