sexta-feira, 1 de julho de 2016

Desistência com coerência

É dor vindo de tantos cantos
Tantos medos e desencantos
Que desaprendi a chorar...

Tem mágoa de todo jeito
Que o efeito não vai passar.

Já não sei defender nem a mim,
Já que também acabei assim,
Tomara o mundo saiba acabar.