quinta-feira, 29 de junho de 2017

O primeiro do resto dos anos

Ele veio morar em minha rotina
dono dos meus sonhos, meus anseios...
Quando não há mais como confortar, ele consegue.
Ele só sabe.
É história que encerra, janela que abre.
Ele é fim de domingo com abraço apertado,
meu poema do centro,
minha paz do momento,
quem me quis assim, determinado.
No caminho difícil caminhou ao meu lado.
Cura pra minha desesperança,
paz pro meu medo,
parceiro em minha andança,
fluência do meu enredo.
Coisa mais linda! E no dia de hoje, nessa rima boba, te amo mais ainda.
Obrigada por mudar meus planos.
Feliz dia, meu namorado! O primeiro do resto dos anos. ❤️