segunda-feira, 10 de julho de 2017

A janela

Aquela estrada
Que leva aos sonhos,
Que rasga luzes,
Num céu negro de saudade;
Não sabe que enquanto cerca a cidade,
Tem alguém a olhar por ela.
Madrugada fria,
Noite singela, 
A vida passa
E eu vou com ela.
Saudade dói,
Noite corrói,
Vento cortante,
Tempo distante. 
Ainda há mais um instante!
Antes da hora
Fecho a janela.