domingo, 9 de julho de 2017

Outono

Quando as flores nos deixam,
Quando a noite esfria, 
O jardim fica triste
E a casa vazia.
Quando a noite é eterna
E não raia o dia.
Quando a sala escurece,
A janela entristece,
Quando apertam lembranças,
Quando acaba a música,
já não há mais danças ,
Nem mesmo ao sábado.
Quando um aroma 
Resume o passado.
Quando o silencio é cortante ,
O dia torturante,
Perco o sono,
E perco a vaidade.
Quando as cores se vão
Chamam de "outono"
Mas eu só sei chamar de "saudade".